skip to Main Content
Mariane Fontes MD | Quimioterapia
Quimioterapia

A quimioterapia é um tipo de tratamento que inclui um ou mais medicamentos para tratar o câncer. O objetivo da quimioterapia é parar ou lentificar o crescimento do câncer. É considerada um tratamento sistêmico, o que significa que atinge todas as partes do corpo.

O tratamento com quimioterapia geralmente tem uma ação rápida em células cancerígenas que têm um crescimento rápido, mas também pode afetar células normais. Os efeitos nas células normais geralmente são responsáveis pelos efeitos colaterais:

Por exemplo, as células do sangue se multiplicam rapidamente e frequentemente são afetadas pelo tratamento com quimioterapia.

  1. As células brancas (leucócitos) protegem nosso corpo de infecções. A baixa de células brancas (neutropenia) é um evento comum que pode tornar o paciente mais suscetível a infecção.
  2. As células vermelhas (hemácias) são responsáveis para carrear oxigênio no corpo. A redução de células vermelhas (anemia) pode resultar em fadiga, dor torácica, falta de ar.
  3. As plaquetas são responsáveis pela coagulação. A baixa de plaquetas (trombocitopenia) pode resultar em aparecimento de hematomas e sangramento

Outra estrutura que é frequentemente afetada é o cabelo. A perda do cabelo (alopecia) é frequentemente reconhecida como um efeito colateral comum da quimioterapia, entretanto cabe ressaltar que nem todas as quimioterapias levam a alopecia.

As células que revestem o aparelho digestivo (estômago, intestinos etc) também podem ser comprometidas resultando em vômitos e diarreia e podem em muitas situações serem acompanhadas de náusea.

Apesar dos efeitos colaterais serem muitos e diversos atualmente conseguimos manejá-los de forma eficiente o que tornou a experiência de tratamento com quimioterapia mais tolerável.

Compartilhar